Como uma boa oratória pode definir o seu sucesso profissional

Especialista em comunicação assertiva responde questionamentos e dá dicas para profissionais melhorarem o uso da voz na comunicação empresarial

iStock

Ter uma boa comunicação é um pré-requisito básico no mercado de trabalho. Afinal, falar de forma clara, objetiva, estruturada e deliberada é um dos principais desejos da maioria dos profissionais do séxulo XXI.

Atividades como a leitura frequente e um bom vocabulário são extremamente importantes para quem deseja conquistar tal característica. Além disso, contar com a ajuda de um orientador profissional pode transformar o medo de falar em público em uma ferramenta para encantar clientes e líderes.

Confira abaixo uma entrevista exclusiva com Ricardo Silva Voz, especialista em comunicação assertiva, sobre o uso da oratória para o crescimento profissional:

1. Por que é sempre necessário um empresário ter uma boa oratória, especialmente em reuniões de negócios?

Para transmitir mais confiança e gerar vendas, seja essa venda de uma ideia, serviço ou produto. Acredito que uma boa estratégia de comunicação neste caso a “oratória” é a base da sobrevivência de todo empreendedor e empresário, pois negociamos o tempo todo e para gerar resultados, precisamos persuadir e influenciar através do nosso maior meio de comunicação, o COMO nos “expressamos”.

Quando você tem uma comunicação assertiva estratégica ampliamos nossa boa oratória, para uma comunicação que tem o poder de convencer as pessoas. Claramente, você conquista melhores resultados com as mesmas oportunidades, e melhor, com menos tempo e esforço. Toda negociação é baseada em confiança. Somente compramos de quem confiamos, você já sabe disso. Agora, reflita. Você já deixou de comprar algo por sentir que estava sendo enganado?

2. Esse, no entanto, na sua opinião, pode ser um desafio difícil quando falamos do universo dos micro e pequenos empresários? Por quê?

Sim! Pois ele está preocupado apenas em vender (isso é natural), e o que ele precisa é se importar, ou seja, precisa construir uma relação de confiança com as pessoas (clientes e colaboradores) e, a partir dessa forte relação, mostrar o quanto ele se importa em ajudar as pessoas à alcançarem seus objetivos. Já percebeu que quando geramos nossas melhores vendas, elas estão sempre apoiadas por uma indicação? O que nos gera uma autoridade instantânea, pois quem indicou confia em você, e quem está comprando, automaticamente estende o laço de confiança até você. Todos nós nascemos com esse grande potencial, muitos negligenciam, sem mesmo perceber, mas poucas pessoas entenderam, desenvolveram e aplicaram, gerando, assim, resultados extraordinários.

3. O que geralmente acontece (exemplos) quando um empreendedor, micro e pequeno empresário não tem uma boa oratória e vai participar de uma reunião?

As pessoas julgam esse empreendedor/empresário como Despreparado, Inseguro e Instável, mesmo que ele tenha todo conhecimento e experiência no assunto dele. Acredito que, em algum momento, você viu ou passou por esta situação e sentiu tudo escapar entre seus dedos. A sensação é: Estraguei uma ótima venda. Quem nunca? Ele focou apenas no que ele quer e no que ele precisa. Aí está o problema, não existiu um relacionamento, ou seja, se torna uma negociação fria, apenas de números, onde os interesses se deterioram e, o que fica, é somente uma batalha pelo menor preço, a famosa guerra de quem dá o maior desconto! DICA/Aula: ACHO – Aqui um dos motivos de não confiarem em você. Usamos o acho para quase todas as afirmações importantes, mas tem um detalhe. O acho não tem nada de afirmativo. Substitua a palavra ACHO por PENSO (quando se tratar de uma opinião) ou ACREDITO! Você Disse: “Eu acho que você está fazendo um ótimo negócio!” Ele Ouviu: “Eu NÃO estou seguro, talvez seja um bom negócio para ele e não pra mim!” Agora adicione Penso ou Acredito e veja se muda. “Eu Acredito que você está fazendo um ótimo negócio!” Ele ouviu: “Fiz um ótimo negócio!”

4. Como ele pode mudar essa realidade? Como pode conseguir ter uma boa comunicação assertiva (oratória)? Por meio de treinos?

Basta começar a investir em si mesmo para que esse cenário comece a mudar e os resultados apareçam. Mas o mais importante é saber por onde começar com o que você já tem, que é com a “estratégia da oratória assertiva”, que é a soma de 3 elementos: Corpo, Voz e Roteiro, que compõem o que chamo de congruência orquestrada, que trará a autenticidade com estratégia em prol da construção de confiança. Como tudo na vida é uma questão de hábito, para nos tornarmos ótimos em algo, precisamos de preparação, treino e aplicação. Você já sabe se comunicar!

A única diferença é que sai o vínculo pessoal e entra a parceria de negócios. Quando você decide estar junto dos profissionais de sucesso, sua mentalidade sobre o poder da comunicação assertiva, muda! AULA: ESPELHO – Conhecendo sua comunicação. Em frente do espelho faça uma apresentação do seu projeto e preste atenção nas suas expressões, postura e tom de voz. Agora se pergunte: O que estou transmitindo? Este exercício mostrará a percepção que as outras pessoas têm da sua comunicação e posso garantir, que por mais que pareça simples, ao mesmo tempo é muito poderoso. Na sequencia você começará a se aprofundar nos outros exercícios que complementam o “Espelho”.

5. O poder de persuasão não é para todos ou o empreendedor/ empresário consegue desenvolver isso? De que maneira?

O poder de persuasão está acessível a todos e o empreendedor e empresário, como qualquer outra pessoa, deveria buscar ser mais persuasivo. Lembrando que persuasão é diferente de manipulação. Quando usamos a “verdade absoluta com estratégia”, em qualquer que seja a situação, automaticamente nos tornamos persuasivos. O importante é esse empresário nunca deixar para se preparar quando ele deveria estar pronto. As oportunidades acontecem o tempo todo, precisamos estar atentos e preparados para agarrá-las.

Ricardo Silva Voz, especialista em comunicação assertiva

6. Quais as vantagens de, durante uma reunião, ele ter esse “poder da oratória? A condução a torna mais fácil e eficiente?

Claro, a grande vantagem é uma conexão rápida e com empatia, ao nível da outra pessoa te ver como alguém em que ela mais confia naquele momento. Comunicação com clareza é como se, em sua mente, não estivesse apenas o rascunho, mas sim, todo o filme da negociação, já com objetivo final e resultado esperado. Lembre-se, o seu corpo fala, sua voz conduz a emoção e o COMO você comunica, desperta a sensação de segurança para que ambos fechem um ótimo negócio, ou seja, constroem-se relações ganha-ganha. AULA: OLHO NO OLHO. Confiança pela janela da alma. Quando estiver falando, olhe nos olhos desta pessoa. Quando a outra estiver falando com você, por favor, olhe nos olhos dela. Este olho no olho tem o poder de gerar uma conexão profunda e instantânea, por tanto, desfrute mais deste poder.

7. Exercícios respiratórios também ajudam neste caso?

Sim, a respiração é um elemento fundamental para uma oratória assertiva, pois ela te ajuda a controlar a ansiedade, o medo e os famosos brancos durante as reuniões e negociações. Algo comum que ocorre é quando uma pessoa tem uma apresentação, entra correndo com um tom alto de voz, buscando expressar dinamismo e animação, mas não percebe o quanto, por não estar preparada, compromete sua respiração. E uma respiração desalinhada pode gerar várias falhas e transmitir insegurança, desconforto e afobação. Você já entendeu que pode ter perdido inúmeras vendas por conta da má postura de comunicação!

8. Podemos dizer que a boa oratória envolve aspectos físicos e emocionais? Quais?

Vamos usar como exemplo a postura. Uma postura ruim do seu corpo, seja ela em pé ou sentado, tem o poder de colocar você em defesa, desinteressado, desencorajado, tímido ou até mesmo com medo. A pior parte é quando suas expressões físicas demostram o contrário do que você acredita que esteja passando. As emoções são transmitidas pela oratória de modo automático e de diversas formas, e quando não são usadas de forma estratégica, causam um impacto negativo, tanto para quem transmite quanto quem recebe a comunicação. Despertam sentimentos que geraram ações de ataque ou fuga, pois uma emoção sem controle, causa uma falta de inteligência emocional. AULA: Aqui vai uma estratégia para ter uma postura ereta e transmitir mais confiança, segurança e poder.

Coloque seu pé de apoio levemente para a frente, inclinando seu corpo também levemente para a frente! Isso irá melhorar sua respiração, evitará o famoso branco e as pessoas irão te ver como uma pessoa poderosa, confiante e segura.

9. O tom de voz conta muito e é preciso estar atento. Explique melhor?

Acredito que precisamos buscar ter uma comunicação assertiva estratégica, onde o “COMO” falamos é mais importante do que “O QUE” estamos dizendo. Deixe-me lhe mostrar: Vou colocar aqui uma frase curta e você usará três tipos de tons de voz. Para ficar mais fácil, repita três vezes a frase, sendo a primeira com Raiva, a segunda com Tristeza e a terceira com Felicidade. Aqui está a frase: “Você realmente mereceu!” Pronto! Percebeu o quanto mudou o sentido da frase quando atribuímos um tom de voz diferente (emoção).

10. Existem ainda outros pontos que devem ser levados em consideração, como articulação, entre outros pontos?

Tudo que falamos, precisamos que seja compreendido. A clareza do som que emitimos, está totalmente alinhada à Dicção e a Articulação, ou seja, quando alguém fala e você não entende o que essa pessoa está falando, tudo fica embolado, cortam-se sílabas e, em casos mais sérios, até palavras inteiras são perdidas. Esse é um dos casos de má dicção e má articulação. Outra coisa extremamente importante, que faz com que muitas pessoas percam a voz após falarem por muito tempo continuamente, é falta de água. Existe um jeito correto de beber água, neste caso. E você deve estar se perguntando: Como assim, existe um jeito certo de beber água? Sim, para uma boa oratória e consequentemente uma comunicação muito mais assertiva, existe uma forma de beber água que elimina a sensação de boca seca, que pode comprometer toda sua apresentação. AULA: Para não comprometer sua comunicação, aqui vai uma estratégia para não ter mais o problema da boca seca. Beba de 2 a 3 goles de água lentamente, molhando o céu da boca, pois isso vai tirar toda essa sensação de boca seca. Portanto não se trata da quantidade de água que você bebe.

11. Tem mais alguma coisa que eu não perguntei que seria importante citar na matéria?

Existem 2 códigos que conduzem ao início de uma boa oratória, o SIM e o NÃO. Funciona da seguinte forma: Tudo o que for “SIM”, que tiver verdade, bondade, amor e que seja positivo, deve ser sempre expressado com um leve SORRISO no rosto (obs.: não é risada, a não ser que tenha humor). Tudo o que for “NÃO”, que for ruim, maldade, triste, suspense, drama e negativo, deve ser sempre expressado “SEM” a expressão do sorriso. (obs.: não é para expressar braveza, rosto sisudo). Esta técnica ajuda muito as pessoas a darem congruência no QUE e no COMO está dizendo. Você quer passar confiança. E você pode! Existem muitas outras estratégias para uma boa oratória e uma comunicação assertiva focada em resultados, que podem alavancar sua gestão e principalmente seus negócios. Mas lembre-se: SE CONECTE COM AS PESSOAS e elas se Conectarão com você!

fonte: http://www.administradores.com.br/noticias/carreira/como-uma-boa-oratoria-pode-definir-o-seu-sucesso-profissional/122170/