É preciso mudar o modelo de negócios

Em 1980, o foco era o produto. Hoje, a gestão deve ser inovadora

As pessoas que atuam no mercado desde 1980, tinham um foco muito grande no produto. Era o produto que fazia a diferença. As pessoas pensavam em empreender e estavam totalmente voltadas para desenvolver um produto de qualidade e inovador.

Hoje, isso não é mais suficiente! É preciso ter um modelo de negócios que seja inovador. O Uber não inovou no produto, mas sim no modelo. Continua sendo transporte de pessoas, mas não possuem custos de frota e manutenção, assim como mão de obra direta e licenças.

Se fosse em 1980 as lideranças e equipes estariam pensando em treinar os motoristas das frotas, trocar os veículos e desenvolver um atendimento melhor, mas estariam com dificuldades em ter uma tarifa atrativa em função dos custos existentes para essa atividade no modelo de táxi.

Ouvi muitos consultores dizerem repetidamente que mudar é preciso, mas antes é preciso saber o que mudar. A mudança não está condicionada a um estado de conscientização da necessidade, mas sim a um senso de sobrevivência.

Um médico é o maior consciente que não deve fumar, beber e se alimentar mal, mas há médico que fuma, bebe e come gordura em excesso. Não é a consciência que muda, mas o estado de sobrevivência. Provavelmente quem vive nesse estilo irá precisar passar por um susto grande para mudar por completo o comportamento.

Gosto muito de um ensinamento budista que diz que existem quatro tipos de seres humanos que se assemelham ao cavalo. O primeiro é aquele cavalo que só com a sombra do chicote ele já começa a andar, o segundo precisa levar a chicotada para andar, o terceiro precisa ter a carne ferida e o quarto precisa que a ferida chegue ao osso.

É verdade! Às vezes precisamos sentir o senso de sobrevivência latente para conseguirmos mudar. Não dá mais para atuar em 2017 com a mesma visão de 1980. Empresas estão morrendo, porque permanecem presas ao quarto cavalo. E a ferida pode ser muito profunda e não ter mais tempo para sarar.

Qual cavalo você quer ser? Qual cavalo sua empresa deve ser? Pense nisso!

Ricardo Seperuelo — Consultor com experiência internacional, mestre em Sistemas de Gestão com especialização em Governança Corporativa pela UFF, diretor da Escola de Alto Desempenho da Seperuelo Consultoria e Gestão e coordenador e professor de Pós-Graduação nas áreas de gestão, incluindo gerenciamento de projetos, gestão de processos, gestão empresarial e gestão de pessoas.

fonte: http://www.administradores.com.br/noticias/negocios/e-preciso-mudar-o-modelo-de-negocios/120570/21